.
PETRÓLEO & NIÓBIO



Leitores de Minas e São Paulo fazem suas ponderações.

Claudio Tadeu Klein, empresário em São Paulo (SP), lembra, a respeito da estabilidade no preço interno de combustíveis, mesmo com a alta das cotações internacionais do petróleo, que se deve "colocar na balança a desvalorização do dólar nos últimos anos. Essa conta sendo feita, os combustíveis deveriam é baixar de preço".

Antonio Carlos Breder, empresário em Caratinga (MG), chama a atenção para as reservas brasileiras de nióbio, pouco divulgadas e que teriam o valor fantástico de US$ 1 quatrilhão, segundo cientistas.

(02/03/2012)